Legado

Orfão desde pequeno, Peter viveu com os tios Ben e May Parker durante toda a sua infância. Inteligente, se destacou na escola, mas também sempre foi renegado pelos colegas. Durante um experimento, uma aranha foi bombardeada com altas doses de radiação e, ao morrer, mordeu o jovem Parker. A partir desse dia, Peter passou a ter os poderes proporcionais de um aracnídeo: saltar, força e um sentido especial que o avisa do perigo. Ele criou um uniforme azul e vermelho e passou a se apresentar na televisão como o Espetacular Homem-Aranha.

Um dia, ele não deteu um ladrão que passava, dizendo que não era sua função. Horas depois, ao chegar em casa, ficou sabendo que seu tio Ben foi assassinado. Desesperado, ele veste seu uniforme e corre para prender o bandido. Quando consegue apanhá-lo, descobre que era o mesmo ladrão que ele não prendeu. Da pior maneira possível, ele percebeu que com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades. Desse dia em diante, o Homem-Aranha passou a enfrentar os bandidos, mas sempre foi acusado de ser um fascínora pelo editor do jornal Clarim Diário, J. Jonah Jamenson. O herói Aracnídeo nunca teve uma vida fácil e a opinião pública tende mais a acreditar em Jamenson do que nas suas ações. Além das dificuldades de ser um herói, Peter teve que passar por outros momentos também problemáticos: sua tia May tinha uma saúde frágil e Peter, muitas vezes teve que abandonar tudo para ficar ao lado dela. O tempo foi passando, e na faculdade, Peter conheceu Gwen Stacy e se apaixonaram. Mas o Duende Verde, um dos piores vilões que o Aranha já enfrentou e o único que sabia sua identidade, matou Gwen, morrendo logo depois empalado pelo seu próprio jato. Depois disso, Peter já pensou várias vezes em deixar de ser o Aranha, mas seu sentido de responsabilidade acaba por trazê-lo de volta à ativa. Superado o trauma por ter perdido Gwen, Peter se casou com Mary Jane Watson, mas os problemas continuaram.

Ben Parker May Parker
Gwen Stacy Mary Jane

Vilões como Venom, Dr. Octopus, Abutre, Homem-Areia entre outros, sempre apareciam ou reapareciam para atormentar a sua vida. Porém o fato que mudou a vida de Peter e Mary Jane foi quando Ben Reilly, um clone criado pelo vilão Chacal e que Parker acreditava estar morto, reapareceu na mesma época que sua Tia May faleceu, e descobriu-se que na verdade ele era o verdadeiro Aranha. Peter e Mary Jane, que estava grávida, deixaram Nova York, enquanto Ben vestia o uniforme de Aranha.

Tempos depois, Peter volta para Nova york e descobre que Norman Osborn, o Duende Verde original, estava vivo e tudo não passou de um plano dele para destruir a vida de Parker. Ben é morto pelo Duende, que também rapta sua filha que acabara de nascer, e Peter volta a ser o herói Aracnídeo.

No último confronto entre os dois, Norman enlouqueceu completamente e Peter desistiu de vez de ser o Aranha e resolve viver em paz com sua Tia May (que também estava viva) e Mary Jane. Peter conseguiu um emprego numa empresa de tecnologia e pouco tempo depois, reassumiu o manto de Homem-Aranha (quebrando sua promessa para Mary Jane), voltando a enfrentar seus mais perigosos inimigos.